Nossas redes sociais

Piauí

Hemopi bate recorde de doações no mês de julho

Postado

em

Os meses de férias são historicamente períodos no qual ocorrem baixas – que podem chegar a, até, 30% – nos estoques de sangue de todo o país. E no Piauí não é diferente, mas esse ano, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi) teve um recorde de doações no mês de julho, fato que não acontecia há mais de dez anos.

Durante todo o mês de julho, 4.819 pessoas compareceram a uma das quatro unidades de coleta do Hemopi (Teresina, Parnaíba, Floriano e Picos) para doar sangue, sendo que 4.090 conseguiram efetivar a doação.

“Tivemos mais de 4 mil doações efetivas, um recorde para o mês de julho, no qual historicamente há uma queda no número de doações em decorrência do período de férias. Esse resultado é fruto de um trabalho coletivo realizado por nossos colaboradores, parceiros e doadores que priorizam salvar vidas”, afirma o diretor-geral do Hemopi, Rafael Alencar.

Para atender a demanda hospitalar, já que o Hemopi é o único hemocentro público do Piauí, responsável por abastecer com hemocomponentes todos os hospitais da rede pública e parte da rede privada, é preciso coletar, em média, quatro mil bolsas de sangue mensalmente.

“O número de quatro mil bolsas de sangue coletadas por mês é o quantitativo médio necessário para manter os estoques em níveis seguros. Graças ao empenho de toda a população e de todos os colaboradores do Hemopi esses números vêm sendo atingidos mensalmente desde maio do corrente ano, o que nos enche de gratidão”, afirma o superintendente de Média e Alta Complexidade da Sesapi, Dirceu Campêlo.

Fonte: Governo do Piauí

Em alta